Turismo Religioso no Ceará

Ao lado de Juazeiro do Norte, Canindé é o principal pólo do turismo religioso no Ceará. A devoção a São Francisco das Chagas faz com que a cidade receba anualmente, entre 29 de setembro e 4 de outubro, milhares de fiéis vindos de todo o país. A Basílica de São Francisco, construída no início do século XX, é parada obrigatória para os peregrinos, que chegam à cidade de carro, ônibus e até mesmo a pé.

Juazeiro do Norte:

A religiosidade do povo do Cariri vem do povoamento conduzido pela ordem dos Capuchinhos. Sua principal característica é a mística do encanto e da fé. A romaria e o culto ao Padre Cícero, em Juazeiro, são a maior manifestação da região. No município de Barbalha, durante a festa de Santo Antônio, ou como é popularmente conhecida a "Festa do Pau da Bandeira", milhares de fiéis vão às ruas para homenagear o padroeiro e para acompanhar a passagem de um grande tronco de madeira que é carregado por centenas de devotos. Outra manifestação de fé é o ritual dos Penitentes com os Caretas, seguidores de auto-flagelação como pedido de perdão pelos pecados.

Canindé:

A devoção a São Francisco das Chagas faz com que a cidade receba anualmente, entre 29 de setembro e 4 de outubro, milhares de fiéis vindos de todo o país. A Basílica de São Francisco, construída no início do século XX, é parada obrigatória para os peregrinos, que chegam à cidade de carro, ônibus e até mesmo a pé.

Barbalha:

No município de Barbalha, durante a festa de Santo Antônio, ou como é popularmente conhecida a "Festa do Pau da Bandeira", milhares de fiéis vão às ruas para homenagear o padroeiro e para acompanhar a passagem de um grande tronco de madeira que é carregado por centenas de devotos. Outra manifestação de fé é o ritual dos Penitentes com os Caretas, seguidores de auto-flagelação como pedido de perdão pelos pecados cometidos.