Carlinhos Palhano

Carlinhos Palhano

" ...nem todo carioca nasceu para o samba, nem todo cearense nasceu pro forró... "

Recado Pro Mané

Nasceu Carlos Alberto Vasconcelos Palhano no dia 29 de novembro de 1961, em Teresina Piauí, mas foi criado no Ceará, estado que adotou como seu estado de coração, mesmo tendo morado no Rio de Janeiro, para onde se mudou com apenas um ano de idade (ficou até os 11 anos) e onde aprendeu a gostar de samba. É cantor e compositor a mais de 40 anos e sua história é marcada por composições que exaltam a cidade de Fortaleza (onde reside), motivo pelo qual recebeu o título de cidadão fortalezense, além de usar de forma bem humorada suas músicas, através do que ele chama de stund up samba.

Carlinhos Palhano iniciou no samba em 1975, no regional do seu pai, cantando e tocando reco-reco. Formou o Grupo Butantan e o Grupo Samba de Mesa, em 1992 idealizou o movimento pró-samba com o qual fez crescer o samba em Fortaleza, tendo oportunidade de participar da gravação do LP (No Ceará tem disso sim).

Fez parte do Grupo Noves Fora como cantor e compositor, onde gravou 17 músicas de sua autoria em 2 CD’s (Sambaliso e Tempero). Partiu para um trabalho solo, sendo o primeiro Cd “Fortaleza aquarela” gravado em 1999. Depois vieram mais 16 CD’s, 1 livro com título "Bem Sambado" e um DVD.

Tem como característica interpretar sambas antigos e de qualidade dando preferência a Noel, Cartola, Ataulfo, Chico Buarque, Lauro Maia dentre outros. Também é autor de vários sambas, muitos deles contando um pouco da história de Fortaleza, seus personagens e costumes, um cronista da cidade.

Foi convidado pela embaixada do Brasil em Dakar (Senagal) para participar da Feira de Gastronomia Brasileira, onde cantou com muito orgulho “eu só queria que você fosse um dia ver as praias bonitas do meu Ceará...”.

Foi Presidente e idealizador do Movimento Vem Pro Samba, tendo criado a semana de mobilização social e cultural do samba que se realiza em dezembro, nas comemorações do dia nacional do samba. Lançou um livro biográfico – BEM SAMBADO, contando sua trajetória e história do samba no ceará, contendo também 50 músicas de sua autoria cifradas e um cd com 16 dessas musicas. Participou do exposamba (festival nacional de compositores de samba), em São Paulo, ficando entre os dez melhores sambas do festival com a música TV P&B.

Apresenta-se nas principais casas de Fortaleza, onde costuma freqüentar um público exigente e conhecedor do bom e verdadeiro samba. Tem como base e segurança seu Grupo o “Samba de Mesa”, formado por Hélio Rocha (violão), Gordo do Cavaco (cavaquinho), Igor Palhano (tantan) e ele no pandeiro. Como diz Carlinhos em um de seus sambas “...nem todo carioca nasceu para o samba, nem todo cearense nasceu pro forró...”.

Carlinhos Palhano e o Grupo Samba de Mesa participa com maestria da cena musical de Fortaleza. Apostando no trabalho autoral (quase todo o grupo é responsável pelas composições), o quinteto alia ao repertório próprio, preciosidades de nomes consagrados como Noel Rosa, Sinhô, Ari Barroso, Zé Kéti, Originais do Samba, Adoniram Barbosa, João Nogueira, Paulinho da Viola, Zeca Pagodinho Chico Buarque, Jorge Aragão e outros.

Esbanjando alto astral, improviso e carisma, Carlinhos Palhano e o Grupo Samba de Mesa é presença garantida nos melhores bares e restaurantes da Terra da Luz, sempre levando para seu público um vasto repertório e a simplicidade da boa música.

O grupo está sempre presente em aberturas de shows na cidade, como foi no Fundo de Quintal, Martinho da Vila, Dudu Nobre, Neguinho da Beija Flor, Jorge Aragão, Exaltasamba, Revelação e outros.

Voltar

Carlinhos Palhano e Samba de Mesa

Fortaleza Antigamente

Do Mucuripe a Boa Vista

Feira dos Pássaros

Magoei

Não Nasci Pra Doutor

Nossas Praias (Aquarela Fortaleza)

O Bicho Vai Pegar

PI-Sala de Visita

Quando o Samba Tá Bom

Quero Ver Você Sambar

Samba de Mesa