Horácio Dídimo

Horácio Dídimo

Voltar

Nasceu Horácio Dídimo Pereira Barbosa Vieira na cidade de Fortaleza no dia 23 de março de 1935, e faleceu em Fortaleza no dia 02 de setembro de 2018. Foi poeta, ficcionista e ensaísta.

Fez os cursos primário e secundário no Colégio Cearense e, indo para o Rio de Janeiro, fez o curso de Direito da antiga Universidade do Estado da Guanabara. Posteriormente se licenciou em Letras pela pela então Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade Federal do Ceará. Mestre em Literatura Brasileira pela Universidade Federal da Paraíba. Doutor em Literatura Comparada (UFMG).

Advogado do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS) e Chefe da Assessoria Jurídica da Secretaria de Viação, Obras, Minas e Energia do Estado do Ceará. Professor do Departamento de Literatura e da Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Escreveu vários livros no campo de poesia, ensaio e literatura infantil, entre os quais se destacam Tempo de Chuva, Tijolo de Barro, A palavra e a Palavra (Amor - palavra que muda de cor), A nave de Prata, A Estrela Azul e o Almofariz (poesia).

Ingressou na Academia Cearense de Letras no dia 8 de maio de 1987, sendo saudado pelo acadêmico Artur Eduardo Benevides. Ocupou a vaga deixada pelo médico e escritor Aderbal Sales, cadeira número 8, cujo patrono é Domingos Olímpio.

Foi ainda membro da Academia Cearense da Língua Portuguesa onde ocupava a cadeira número 33, da Academia de Letras e Artes do Nordeste, da Academia Brasileira de Hagiologia, da Academia de Ciências Sociais do Ceará, da Associação Brasileira de Bibliófilos, sócio honorário da Academia Fortalezense de Letras e sócio correspondente da Academia de Letras e Artes Mater Salvatoris (Salvador-Bahia). Era membro da Comunidade Católica Face de Cristo.

No Estado do Ceará foi Instituído o Dia Estadual da Literatura Infantil a ser comemorado anualmente a cada 23 de março, data escolhida em homenagem ao natalício do escritor Horácio Dídimo, através da Lei 16.916, de 27 de junho de 2019, tendo em vista a aprovação do Projeto de Lei nº 263/2019, de autoria do Deputado Renato Roseno.