Tiririca

Tiririca

Francisco Everardo Oliveira Silva, nasceu em Itapipoca, aos 8 anos começou a trabalhar em circo na cidade natal, onde atuava como palhaço e a alcunha de Tiririca o acompanha desde a infância, devido à personalidade muito forte de que gozava. Frase mais famosa: Ora menino, só sendo mesmo menino, menino!
Nesta época, as apresentações de Tiririca em barracas - espécies de pequenos circos - muito comuns no Nordeste, se tornaram cada vez mais constantes. Devido ao grande sucesso alcançado nesses espetáculos, os barraqueiros da região se cotizaram e pagaram as primeiras mil cópias do CD de estréia, que bateu índices recordes de vendagem - mais de 1,5 milhão de cópias, isso graças à exaustiva execução nas rádios da canção de estilo regional nordestino Florentina, no repertório deste. Distribuída inicialmente pelas regiões de Juazeiro do Norte e Pernambuco, pouco tempo depois a música se tornou conhecida nacionalmente. A gravadora Sony Music comprou o disco e o lançou nacionalmente.
Tiririca também bateu recordes de audiência em programas televisivos, que anteriormente pertenciam ao grupo Mamonas Assassinas e outra canção que obteve relevante sucesso foi Eu sou chifrudo.
O primeiro CD também causou muita polêmica, pois continha a canção Veja os cabelos dela, considerada por muitos como racista. Não obstante, os discos foram apreendidos, a execução das canções pelas rádios foi proibida e Tiririca foi processado por racismo. Ao fim, ele acabou sendo absolvido da acusação.
Em 1997, gravou o segundo CD - Tiririca, com destaque para as canções O padroeiro do Ceará, ͍ndia e Ele é corno mas é meu amigo.
Depois de um breve afastamento da mídia motivado por problemas pessoais, ressurge em 1999 com o lançamento do terceiro CD - Dança da Rapadura, lançado pela independente Indie Records. O maior sucesso do disco foi a canção Casado com uma viúva. Outra gravação de Tiririca foi a música "͍ndia", de Cascatinha e Inhana. A grande diferença, porém, é que durante a música inteira Tiririca só cantou a primeira frase da letra original: "͍ndia seus cabelos".
Tiririca e o também humorista Shaolin realizando uma série de espetáculos, no mesmo ano ingressou na Rede Record onde fez parte do elenco fixo do humorístico Escolinha do barulho, abandonando temporariamente a atividade musical. Antes chegou a apresentar um programa infantil, na Rede Manchete. Posteriormente transferiu-se para o SBT, onde tinha um quadro fixo no programa A Praça é Nossa. Lançou o CD Alegria do Forró e retornou à Rede Record onde participa do programa Show do Tom, apresentado pelo também humorista Tom Cavalcante.

Tiririca Compositor e Cantor:


1. Florentina

2. João não, mamãe

3. Leite Ninho