Paulo Diógenes

Raimundinha

Paulo DiógenesPaulo Diógenes deu seus primeiros passos no humor ainda quando cursava Comunicação Social na Universidade Federal do Ceará em 1978, entre sua primeira experiência e ao momento em que decidiu largar o emprego de bancário para dedicar-se ao humor, foram quase 10 anos.

Nestes mais de vinte anos de trajetória, Paulo já espalhou o riso em inúmeras casas de show, teatro e nos principais programas da televisão brasileira, também esteve em várias peças de humor, entre elas uma das mais marcantes do humor cearense, "Caviar com Rapadura". Raimundinha (personagem mais marcante), é composta como caricatura da mulher suburbana, que fala alto, usa roupas e maquiagens de cores fortes, mas não se rende e vai sempre à luta, usa sempre sapatos de saltos altíssimos, uma peruca loira gigante e maquiagem exagerada ao extremo, a primeira coisa que diz nos shows é seu "nome completo", composto com pelo menos quatro dos nomes das famílias mais proeminentes de Fortaleza.

Vinte anos depois de aparecer pela primeira vez, Raimundinha ainda é assim e a reação do público aos shows do artista é o mesmo, mesmo que já tenha visto o espetáculo.

Cheio de humor moleque, mas com um final emocionante, na forma de seu número "Sonhos de um Palhaço", que tem como música de fundo a composição de Antônio Marcos de mesmo nome.