Areia Colorida

Artesanato * Areia Colorida

De grão em grão, o artesão cearense, faz desenhos com areia colorida dentro de potes, garrafas e copos de vidro.

A Técnica:

A confecção de gravuras em garrafas utilizando areias coloridas é também denominada de ciclogravura e surgiu, na década de 1950, na praia de Majorlândia, no Ceará, onde existia uma senhora de nome Joana Carneiro, que enchia garrafas com areias de diversas cores colhidas nos morros da região. E, ao enchê-las, dispunha as cores em formas circulares, com espaços em torno de dois centímetros para cada porção de areia colocada.
Certa vez, ela enchia um litro com as tais areias quando, momentos antes de concluir o trabalho, o litro virou. Como o recipiente ainda não estava completamente cheio, as areias se projetaram para o lado e, acidentalmente, formou-se um desenho que, aos olhos de um filho presente na ocasião, pareceu uma paisagem.
Apesar da denominação de "garrafas de areias coloridas", outros recipientes também são utilizados na sua confecção como: cálices, tulipas, bojos e vários outros tipos e formas de invólucros, desde que de vidro transparente e sem cor, para que as cores das areias sejam apreciadas com toda fidelidade.
A grande maioria das areias que são utilizadas nesse trabalho tem sua coloração feita pela natureza. Somente a cor verde e azul é produzida a partir da areia de cor branca, com adição de corantes. Os tons mais claros ou escuros são obtidos a partir da mistura das cores já existentes.

A técnica exige muita paciência e concentração. O desenho é criado dentro de um recipiente transparente, deixando a magia da criatividade falar mais alto. Para preencher um copo de vidro pequeno, o artesão gasta cerca de 40 minutos. Técnica e habilidade transformam areia em magia e sedução no artesanato.

Ao iniciar o trabalho, o artesão coloca várias camadas de areia dentro do copo e, com a ajuda de um arame de cobre pontiagudo, faz com que o tom desejado deslize entre os outros. O desenho é feito dentro, e o resultado é observado por fora, sob os olhos atentos do artesão, para conferir se tudo está de acordo com o previsto. "Eu vou infiltrando uma areia na outra e conduzindo para o local desejado", explica o artesão.

Onde é Produzido:

Esse artesanato é genuinamente produzido nas praias de Marjolândia, Morro Branco e Beberibe, mas é comercializado, além da compra direta com o artesão, em Fortaleza em locais direcionados especialmente ao turista, como Beira-mar, Centro de Artesanato Luiza Távora, Encetur e Mercado Central.

O preço das peças varia de acordo com o tamanho do recipiente, e também com a complexidade do desenho. Quanto mais elaborado, maior o seu preço. As peças menores custam em torno de R$ 10,00 por unidade. Quanto às maiores, podem chegar a custar até R$ 1.000,00, ou mais.

Veja o Artesão Trabalhando: